TRADUZINDO

Contabilidade, 2014

Traduzi uns 8 milhões de toques em 2014. Em 2013 foi um pouco mais de 10 mi. Tive mais projetos de tradução em 2014 – foram uns 40, que é recorde – mas mais curtinhos que o do ano anterior. Em páginas, foram 2800 e poucas de prosa, 400 e poucas de livro ilustrado e mais de 4000 de HQ.

Achei curioso que traduzi três biografias de englishmen: do Robert Plant (Uma Vida, de David Rees, que saiu em agosto pela LeYa), do Richard Dawkins (Fome de Saber, autobiográfica, em maio pela Companhia das Letras) e de um terceiro que a editora ainda não quer anunciar – mas que foi meu maior livro do ano. Dá pra dizer que são quatro englishmen se contar o Mestres Modernos: John Byrne (saiu em dezembro pela Marsupial).

invisiveis-capa

Falando em ingleses, vivi muito na cabeça e nas referências do Grant Morrison para traduzir quatro volumes de Os Invisíveis (o quarto sai este mês pela Panini). Fiz mais dois Neil Gaiman (Violent Cases saiu em setembro pela Aleph) e meu primeiro Alan Moore (Vampirella: Grandes Mestres saiu há poucos dias pela Mythos).

Traduzi meus três primeiros teóricos para a Marsupial. Dois são de um autor que gosto muito; o outro é minha primeira tradução do francês (que não fiz sozinho) e ainda tenho que acabar. Em termos de virgindade, também traduzi um policial, super-heróis da Marvel, HQs do Warren Ellis (Planetary/Authority saiu em agosto pela Panini) e Chuck Palahniuk. E um guia de Breaking Bad (Vamos Cozinhar?, de Ensley F. Guffey e K. Dale Koontz, saiu em dezembro pela LeYa).

jumanji

Voltei a traduzir para a Cosac & Naify (Jumanji, de Chris Van Allsburg, sai este semestre), voltei a traduzir Lemony Snicket (O Escuro, pela Companhia das Letrinhas, saiu faz uns dias), voltei a traduzir Peter Sís (O Piloto e o Pequeno Príncipe, também pela Letrinhas, em  março), voltei a traduzir Bryan Lee O’Malley (Seconds, pela Quadrinhos na Cia., algum dia deste ano), voltei a traduzir Casanova (Avaritia, por Matt Fraction e Gabriel Bá, sai este mês pela Panini). Entreguei os últimos volumes de uma série da Vertigo e comecei outras duas (euZumbi vol. 1, de Chris Roberson e Mike Allred, sai este mês pela Panini).

izombie-capa

Mais de 70% do que eu traduzi em 2014 só vai ser publicado este ano, o que é meio incomum. Também tenho projetos de 2013 que não saíram. Além do Seconds, tenho mais três graphic novels (Crumb, Sacco, Feiffer) a sair pela Quadrinhos na Cia. e estou trabalhando em mais duas.

2015 começou legal: mais Palahniuk, mais um Mestre Moderno, mais adaptação literária, mais super-heróis da Marvel e até a retomada de um projeto que tinha parado em 2012. Vai ser um ano legal. Obrigado a todos os envolvidos.

seconds

Marcado como:

OUTROS POSTS



4 Comentários

  • Flávio Nunes says:

    “…tenho mais três graphic novels (Crumb, Sacco, Feiffer) a sair pela Quadrinhos na Cia. e estou trabalhando em mais duas.”
    Do Joe Sacco é “Journalism”. Feiffer, “Kill My Mother”. E a do Crumb e as duas inominadas, quais seriam?
    Um abraço e parabéns pelo blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será exibido publicamente
Campos obrigatórios são marcados *

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os comentários do site são aprovados previamente.

Acompanhando a discussão via RSS

Quer acompanhar mais facilmente a discussão neste post?
Assinar notificações via RSS.

Não sabe o que é RSS?
Aprenda aqui!

Tutoriais para: Internet Explorer, Mozilla Firefox e Google Chrome.