Arquivo de Tags

não fui eu



O Fabuloso Quadrinho Brasileiro de 2016

Faz exatamente um ano e uns dias que a Narval Comix lançou O Fabuloso Quadrinho Brasileiro de 2015, uma coletânea de quadrinho brasileiro que tentou representar o que foi feito de melhor nessa área no período de um ano – exatamente de julho de 2014 a junho de 2015. Rafael Coutinho e Clarice Reichstul organizaram o projeto e me convidaram para ser editor. Eles fizeram um listão de tudo que saiu no período – com o apoio de uma chamada pública [ . . . ] LEIA MAIS


13/11/2016

Semana Empilhada 4 – 19 a 25/12

O Prêmio Jabuti segue errando que Quadrinho é Ilustração, e colocou seis HQs entre concorrentes na categoria: A Vida de Jonas, Magno Costa Lobisomem sem Barba, Wagner Willian Vida e Obra de Terêncio Horto, André Dahmer Yeshuah: Onde Tudo Está, Laudo Ferreira e Omar Viñole Filosofias Baratas me São as Mais Caras, Orlando Pedroso Claudius, Claudius Ceccon Na categoria Adaptação, concorrem A morte de Ivan Ilitch em Quadrinhos, de Caeto, Grande Sertão: Veredas, de Guazzelli e Rodrigo Rosa, e Kaputt, de Guazzelli. Rafael Coutinho e [ . . . ] LEIA MAIS


26/10/2015

André Valente: Macanudismo

André Valente escreve nas paredes. Ou foi contratado, no caso, para escrever pelas paredes em pelo menos duas ocasiões: é ele que escreve sobre as tiras de Liniers as traduções das tiras do argentino que estão na Macanudismo, exposição que fica até 1/9 em São Paulo (no Centro Cultural Correios, de terça a domingo, 11 às 17h, entrada franca, www.macanudismo.com.br). Valente já fez isso em outra vez que a Macanudismo veio ao Brasil: no Rio de Janeiro, em 2012. Na época, também traduziu algumas das [ . . . ] LEIA MAIS


04/08/2015