Arquivo de Tags

companhia das letras



Contabilidade, 2016

Sim, 2017 já mudou de estação, já mudou de trimestre, já estou atrasado na declaração do IR e ainda não fiz minha contabilidade tradutória de 2016. Mas preciso, para fins de: manter a tradição. Seguem números e alguns comentários rápidos sobre o que eu traduzi em 2016. Foram 42 projetos de tradução, 2 de revisão de tradução e mais um em que eu fui meio tradutor/meio revisor. 6,9 milhões de toques, 2 mil e poucas páginas de prosa e 5 mil e poucas páginas de HQ. De [ . . . ] LEIA MAIS


03/04/2017

Contabilidade, 2014

Traduzi uns 8 milhões de toques em 2014. Em 2013 foi um pouco mais de 10 mi. Tive mais projetos de tradução em 2014 – foram uns 40, que é recorde – mas mais curtinhos que o do ano anterior. Em páginas, foram 2800 e poucas de prosa, 400 e poucas de livro ilustrado e mais de 4000 de HQ. Achei curioso que traduzi três biografias de englishmen: do Robert Plant (Uma Vida, de David Rees, que saiu em agosto pela LeYa), do Richard Dawkins (Fome [ . . . ] LEIA MAIS


16/02/2015

Guia de Compras Natal 2014

Olá! Você deve estar aqui porque seu/sua filho(a), marido(a), namorado(a), amigo(a) secreto(a), chefe(a) ou afim passou o link e disse “que isso, pode ser qualquer presente. Mas se você tiver um tempinho…”. Bem-vinda(o). Este é um site sobre quadrinhos. Se você quiser saber mais sobre quadrinhos, leia os outros posts. Se não, vamos ao motivo da visita. Abaixo segue uma lista de quadrinhos (ou relacionados) que eu recomendaria como bons presentes de Natal para quem gosta de quadrinhos. (Você também pode chamar [ . . . ] LEIA MAIS


02/12/2014

Blog da Companhia

Claro que ler 3459 gibis para encontrar uma pilha boa não é a melhor forma de passar o tempo. Há formas de evitar o desgaste. Esperar a história peneirar o que há de melhor é um caminho – embora não seja meu predileto e você fique sujeito à nostalgia dos outros. Prefiro a crítica — e não venha com aquela outra generalização, de que todos os críticos são terríveis. Você é que ainda não encontrou o seu. Ainda não tinha [ . . . ] LEIA MAIS


30/09/2014

Quanto dinossauro morto tem num dinossauro de plástico?

Foi sem dúvida uma das maiores surpresas que já recebi como proposta de tradução. E depois ainda teve surpresa em cima de surpresa. Bom, antes de mais nada: E Se? Respostas científicas para perguntas absurdas. Sai em outubro pela Companhia das Letras. Procure a capinha verde e compre. Sim, só em outubro, desculpe. Na hora em que Sr. Editor me mandou o PDF, eu não tive noção do que era – apesar de já estar com o original na minha lista de pré-compras. [ . . . ] LEIA MAIS


11/09/2014